Silêncio

http-::ronairocha.wordpress.com:2014:07:13:camila-jourdan:Neste fim de semana nós, estudantes e professores de filosofia, fomos surpreendidos pela notícia da prisão da professora da UERJ Camila Jourdan. Ela participou de protestos contra a Copa e junto a 18 ativistas políticos foi presa sábado; sob a acusação de formação de quadrilha. As informações sobre o caso ainda são escassas e obscuras.

As perguntas transbordam: como é possível vermos num Estado de direito cada vez mais ações que buscam silenciar expressões da sociedade? Sob quais justificativas tal ação encontra respaldo legítimo para se concretizar com tamanha eficácia?

Como vimos pelas redes sociais, Camila é uma colega de extrema competência e admirada por seu trabalho. E isso bastaria para nos deixar perplexos com o ocorrido. Mas, além disso, o que nos deixa atônitos é vermos escapar a cada dia o entendimento de como a democracia de nosso país pode se sustentar diante de ações cada vez mais arbitrárias. Não queremos defender Camila somente por suas qualidades particulares, mas por seu direito geral de cidadã.

Na filosofia vivemos o debate e a diferença ativamente. Visões que não encontram diálogos possíveis, dilemas muitas vezes irresolutos; mas sempre em um espaço rico de reflexão e discussão. “Provocamos” uns aos outros com nossas “ferramentas filosóficas”, mas mesmo nos desencontros nos encontramos no objetivo primordial  de podermos ampliar nosso pensamento.

Queremos voltar a poder fazer o que gostamos de fazer na filosofia, mas por enquanto estamos silenciados pela ausência total de espaço argumentativo.

  • Print
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Add to favorites
  • email
  • Google Buzz
  • LinkedIn
  • Orkut
Flora Tucci
Flora Tucci
Doutoranda em Filosofia pela Puc-Rio e psicanalista.
Related Posts

Leave a Comment